Agenda

Março, 2019

27/03 (das 16h30 às 18h00)

Março, 2019

Diálogos do Sul: Judicialização de Medicamentos na América do Sul

Por ocasião do lançamento do estudo “Judicialização da droga nos países da América do Sul”, feito em parceria com a USP – Universidade de São Paulo, o ISAGS-Unasul abre espaço para o diálogo reflexivo sobre o papel do litígio legal na busca de indivíduos por acesso público e gratuito a medicamentos.

A saúde entendida como um direito fundamental é, por excelência, a grande diretriz da Unasul e dos governos sul-americanos. Por sua vez, os esforços em torno da saúde equitativa e para todas as pessoas são baseados em acordos coletivos e debates históricos e mundiais. Enquanto isso, o número de casos de demandas judiciais por acesso a medicamentos fora das listas oficiais dos sistemas de saúde dos países da América do Sul é expressivo e nos desafia a levantar questionamentos.

A judicialização dos medicamentos é um mecanismo que garante o direito universal à saúde ou atua de forma a relativizar o conceito de direito à saúde e prejudica a gestão pública em saúde? Quais medicamentos que governos devem garantir à população? Para quais atores econômicos interessa a inserção de novos produtos farmacêuticos à lista geral de medicamentos à disposição da população com base nas demandas individuais?

Programação:

Boas-vindas e apresentação dos resultados do estudo com Angela Acosta, Especialista em Medicamentos e Tecnologias de Saúde do ISAGS.

Comentários de

Dr. Carlos Durán Salinas, Vice-Ministro da Governança e Vigilância Sanitária do Equador

Fernando Aith, professor da Universidade de São Paulo e diretor do Instituto de Direito da Saúde

Carina Vance, diretora executiva do ISAGS

Palavras finais com Angela Acosta, Especialista em Medicamentos e Tecnologias da Saúde ISAGS.

 

TRANSMISSÃO AO VIVO via Facebook:
https://www.facebook.com/isags.unasursalud/

 

Saiba mais

Fevereiro, 2019

21/02 às 16h30

Fevereiro, 2019

A discussão sobre gênero se manifesta cada vez mais como um fator político que merece urgentemente ser discutido. O ISAGS reafirma seu compromisso em fortalecer políticas de saúde que abordem todos os aspectos da violência de gênero, destacando a responsabilidade dos Estados de gerar condições para que nenhuma pessoa sofra violência.

É nesse contexto que a instituição abre suas portas para debater:

  • Feminização da pobreza
  • Violência Doméstica
  • Participação política e judicial de mulheres
  • Perspectiva trans

 

Para refletir sobre esses problemas, teremos a presença de:

Monica Francisco

Mulher, favelada, feminista negra, deputada estadual em 2018 no Rio de Janeiro pelo PSOL. Cientista social e pastora evangélica. Militante do movimento de favelas no Rio, da economia solidária, de Rádio Comunitária e integrou a equipe da vereadora Marielle Franco.

Arlanza Rebello

Desde 2001 Coordenadora do Núcleo de Defesa dos Direitos da Mulher (Nudem) da Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro. Conhece de perto a realidade de vítimas de violência doméstica e trabalha no enfrentamento a este tipo de crime, que está em todas as classes sociais.

Rafaela de Freitas Baptista de Oliveira

Juíza de Direito Titular da 2ª Vara de Guapimirim, que conta com Juizado de Violência Doméstica e Especial Adjunto.  Pesquisa os seguintes temas: direito e gênero, representatividade, acesso à justiça, violência doméstica, direito penal e criminologia. Graduada em Direito pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e fazendo pós-Graduação Lato Sensu em Gênero e Direito da Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro.

Sandra Vale

Sandra Vale é Consultora de Gestão e Desenvolvimento Institucional no Instituto Promundo desde 2016. É advogada e mestre em História, Política e Bens Culturais pela Fundação Getúlio Vargas. Possui experiência de mais de 15 anos em gestão, coordenação e produção de ONGs, projetos, programas, eventos e campanhas. Nos últimos anos atuou como produtora executiva do programa “A Cor da Cultura” do Canal Futura.

Amiel Vieira

Intersexo, homem trans e sociólogo. Mestre em ciências humanas e sociais pela Universidade Federal do ABC (UFABC) e Doutorando em bioética pelo programa de pós graduação em bioética, ética aplicada e saúde coletiva pela UFRJ. Pesquisador de gênero e sexualidade.

Cantoras convidadas: Banda filhas de María

Janeiro, 2019

31/01 às 16h30

Diálogos do Sul: Participação Social em Saúde

DEL PODER SOBRE LOS OTROS AL PODER CON NOSOTROS EN SALUD

Jueves 31 de enero de 2019 16h30

A propósito de la presentación del estudio Mecanismos de Participación Social en Salud en Suramérica, el ISAGS abre un espacio para el diálogo reflexivo en torno a avances y desafíos de la participación en salud en la región. La ruta de la participación como tránsito del poder sobre los otros al poder con nosotros en salud.
Nos acompañan en este Diálogo:

Francisco Armada Pérez
Médico cirujano con maestría en Salud Pública y doctor en Políticas y Administración de Salud, Investigador Asociado ISAGS, fue Ministro del Poder Popular para la Salud de Venezuela en dos ocasiones y Oficial Técnico de la Organización Mundial de la Salud (OMS). Presentación del estudio ISAGS:
MECANISMOS DE PARTICIPACIÓN SOCIAL EN SALUD EN SURAMÉRICA

Isabel Iturria Caamaño
Médica con especialidad en Cardiología, diplomado en Gestión en salud Pública y Farmacoepidemiología, Doctorado en Ciencias Gerenciales. Especialista en determinación Social de la Salud ISAGS, Presidenta del Hospital Cardiológico Infantil Latinoamericano. Fue viceministra y ministra del Poder Popular para la Salud de Venezuela
DEL PODER SOBRE LOS OTROS AL PODER CON NOSOTROS EN SALUD

José León Uzcátegui
Médico Psiquiatra. Profesor de la Universidad de Carabobo. Doctor en Ciencias Sociales. Miembro del Equipo Coordinador de la Red Latinoamericana de Organizaciones y Movimientos Sociales por el Derecho a la Salud (RED LOMSODES) y de la Red de Salud Colectiva, filial ALAMES Venezuela (REDSACOL-ALAMES). Fue Director del Instituto de Altos Estudios de Salud Pública “Arnoldo Gabaldón” y de Docencia e Investigación del Ministerio de Salud, además de Coordinador Estadal de Barrio Adentro
DE LA PARTICIPACIÓN COMUNITARIA AL PODER POPULAR EN SALUD

Claudius Ceccon
Arquitecto, Diseñador, Caricaturista.Fundó con Paulo Freire y un grupo de amigos, la ONG CECIP Centro de Creación de Imagen Popular, que hace más de 3 décadas hace comunicación para informar y empoderar a las personas para ejercer sus derechos.
EXPERIENCIAS DE CECIP EN COMUNICACIÓN POPULAR EN SALUD

TRANSMISIÓN FACEBOOK LIVE EN ESTE LINK: https://www.facebook.com/isags.unasursalud/

Dezembro, 2018

06/12 (das 16h30 às 18h00)

Diálogo do Sul

Com o objetivo de discutir questões que afetam nossas sociedades contemporâneas, o ISAGS abre suas portas para um evento que promove o diálogo sobre a Mudança Climática e seu potencial impacto na saúde.

Estima-se que nos últimos 130 anos a quantidade de aquecimento observado no mundo seja de aproximadamente 0,85°C. Mudanças na temperatura, regimes de precipitação, eventos climáticos extremos – ondas de calor ou períodos de frio mais intenso -, inundações, secas e incêndios, entre outros, são fenômenos que podem ter efeitos diretos e indiretos na saúde humana.

Nesta ocasião, no dia 06/12/2018, teremos a participação de:

Christovam Barcellos – Coordenador do Observatório de Clima e Saúde da Fiocruz, pesquisador titular do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (ICICT / Fiocruz) e professor dos Programas de Pós-Graduação em Saúde Coletiva (ENSP / Fiocruz).

Tema: “Introdução sobre as mudanças climáticas e seus possíveis impactos na saúde”.


Eduardo Hage –
Especialista em Vigilância Sanitária no ISAGS, membro do Painel de Especialistas e Assessor Ad Hoc da OMS para o Regulamento Sanitário Internacional, e ex-chefe do Departamento de Vigilância de Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde do Brasil.

Tema: “Síntese das publicações e evidências mais recentes sobre o tema na região sul-americana“.

Vanessa Veintimilla – Engenheira Ambiental e mestranda em Estudos Socioambientais no Departamento de Desenvolvimento, Meio Ambiente e Território na FLACSO Equador. Estagiária de pesquisa na área de Vigilância em Saúde do ISAGS.

Tema: “Iniciativas dos países sul-americanos sobre a contribuição do setor da saúde no processo de adaptação às mudanças climáticas”.

Moderação: Eduardo Hage

Agenda
16h30-18h00 – Diálogo/debate
Seguido por um coquetel de fechamento

Serviço:
Local: Av. Rio Branco, 151 / 19º piso – Centro – Rio de Janeiro
Data: quinta-feira 08/11/2018
Horario: 16h – 18h (horário BRT)

Evento aberto e gratuito

O evento também será transmitido em nossa página no Facebook.

 

Contato:  giovanalerda@isags-unasur.org | danielsalman@isags-unasur.org