Conselho Consultivo se reúne para propor temas para 2019

16/04/2018

O Conselho Consultivo do ISAGS se reuniu entre os dias 11 e 12 de abril na sede do instituto, no Rio de Janeiro, para debater e propor ações para o próximo ano de trabalho. Estiveram presentes representantes de 8 países da UNASUL, entre membros dos ministérios, dos grupos técnicos e das redes estruturantes do Conselho de Saúde Sul-americano, além de funcionários do ISAGS.

Em seu VII encontro, foram apresentadas todas as atividades em curso e realizadas no último ano pelo Instituto, como os cursos, estudos e produtos de comunicação. Entre o apresentado, receberam destaque o novo site do ISAGS e a plataforma de dados SURMAS (Plataforma de Monitoramento de Assimetrias em Saúde da UNASUL). O mecanismo reúne indicadores sobre a saúde na região, produzidos por organismos como a CEPAL, o Banco Mundial e a OMS. Seu principal objetivo é consolidar informação qualificada dos países da América do Sul como região, já que grande parte das análises existentes incluem também países da América Central e do Caribe.

Os participantes elogiaram a atuação do ISAGS e reforçaram a necessidade de atuar em bloco, permitindo que as ações comuns sejam mapeadas e evitando a duplicação de esforços. “As decisões que se tomam aqui são prioritárias para a região e definitivamente são o único caminho para reduzir a desigualdade no acesso à saúde na região”, avaliou a representante da Rede de Institutos Nacionais de Saúde (RINS), a argentina Claudia Perandones.

Nesse sentido, a incorporação de uma área técnica de especialistas ao ISAGS, que permitiu a realização de estudos próprios, foi vista como um avanço. “Em 2017, potenciamos nossas ações porque já conseguimos, de certa maneira, estabilizar a estrutura”, ressaltou a diretora executiva do ISAGS, Carina Vance, que conduziu a reunião.

Oportunidades de cooperação entre os países membros e sugestões de planos de trabalho de grupos e redes para o próximo ano também foram debatidos. Entre as oportunidades e prioridades levantadas estavam uma abordagem conjunta sobre o surto de sarampo e a necessidade de um enfoque comunicacional que reforce a relevância da vacinação como um pacto social. Entre os temas sugeridos para estudos e projetos do ISAGS estavam o uso da Telessaúde, um levantamento sobre boas práticas para regulação de preços de medicamentos.

No encerramento da reunião, a representante do Ministério de Saúde da Bolívia, Teresa Roso, se comprometeu a continuar apoiando as tarefas da UNASUL para seguir avançando em seus objetivos comuns. O país assumirá a Presidência Pro Tempore de la UNASUL e, por consequência, do Conselho de Saúde na próxima terça (17).

O Conselho Consultivo do ISAGS é formado por coordenadores dos Grupos Técnicos e Redes Estruturantes do Conselho de Saúde da UNASUL e se reúne anualmente para recomendar linhas de ação estratégicas para o Instituto.

Lançamento “Desafios do envelhecimento”
Durante o Conselho Consultivo, foi lançado o estudo realizado pelo ISAGS “Desafios do envelhecimento populacional para los Sistemas de Saúde na América do Sul”.

Levando em conta o aumento da idade média da população na região, que é considerado um êxito dos sistemas de saúde, o estudo se centra em enfoques integrais e transversais para abordar esta nova realidade, de maneira a ir além de tratamentos meramente medicamentosos.

Compartilhar